Sleepwear

A história do Pijama

Eu já falei aqui no blog que eu adoro Pijamas de calça + camisa de botões, né?! Volta e meia eles aparecem num post na categoria Sleepwear.  Para relembrar alguns, eles foram a minha escolha para usar na maternidade e também é o conjunto favorito da personagem da Audrey Hepburn no filme A Princesa e o Plebeu.

pjs

Os pijamas foram criados na Ásia para ser usado na rua por ambos os sexos. O nome vem da fusão de duas palavras do antigo persa, payjameh (pay: perna e jameh: roupa). Os ingleses viram as peças pela primeira vez nas ruas da Índia, colônia de sua majestade de 1858 a 1947. No começo do século 20, quando os hábitos mudaram e o costume unissex de dormir de camisolão foi aposentado, essa roupa confortável foi logo adotada pela ala masculina. Por ser prática e moderna, a nova mania pegou rapidinho.

Em 1930, a mulher aderiu à calça comprida. O conjunto feminino de calça e blusa de sair na rua passou a ser chamado de pijama. Terminada a Segunda Guerra mundial, o traje se instalou na intimidade feminina, concorrendo na cama com a camisola e o baby-doll.

Claudette Colbert pjs

A atriz Claudette Colbert no filme It happened one night, de 1934

Nos anos 60, com os estilos étnicos influenciando as tendências da moda, surgiu o palazzo-pijama, uma extravagante calça com perna de modelarem ampla, em formato de sino. O palato estava sempre presente nas criações de Emilio Pucci, que se inspirava nos mosaicos marroquinos para criar suas estampas exuberantes.

Nos últimos anos as grifes internacionais apostaram no pijama como outwear.  O conjunto de seda ganhou as passarelas de grifes poderosas como Dolce & Gabbana (na sua coleção de primavera de 2009) e Louis Vuitton, que inclusive já havia apostado na tendência Boudoir, como mostrei aqui.

grifes pjs

Das passarelas para as ruas! A tendência logo conquistou as fashionistas mais antenadas – e corajosas! Convenhamos que é preciso ter coragem para sair por aí vestindo pijamas e segurar o visual com elegância, sem correr o risco de não ficar muito caricato.

fashionista pjs

Gosto mais do look descombinado, como usado pela terceira moça da montagem acima. Mas ainda assim, eu prefiro restringir o uso do pijama ao conforto da minha casa.

E vocês, gostam do conjunto de pijamas para dormir ou preferem outras roupas? Usariam nas ruas ou só mesmo dentro de casa?

Sleepwear

O homewear da MOB

Eu adoro as roupas da MOB. É uma marca que sabe aliar roupa bonita, com boa matéria-prima e bom caimento, à preços justos! Foi a primeira loja que procurei quando voltei ao meu peso antes do parto. Apesar de praticamente não ter comprado roupas para gestante, eu estava enjoada de usar as mesmas roupas, sabe? E ao visitar a loja eu encontrei uma novidade, o lançamento da linha de Homewear.

MOB Homewear

São pijaminhas com padronagem xadrez, de um material super macio e agradável ao toque. Tem opções de calça + blusa, short + blusa, short + regatinha… Perfeitos para curtir uma preguicinha em casa, sem se preocupar com a roupa!

Gravidez, Sleepwear

O que usar na Maternidade

Obs: Escrevi esse post antes do meu parto, baseado nos meus planos para os 3 dias (ou quase) que passarei na maternidade. Caso seja necessário, irei atualizar as informações no final da postagem.

Nos dias que passarei na maternidade, eu quero ter só uma preocupação em mente: Amamentar o meu filho corretamente. Por isso optei por não receber visitas (só mesmo os parentes e amigos mais próximos) e quero aproveitar ao máximo o conhecimento das enfermeiras antes de voltar para casa. Não quero me preocupar com o cabelo despenteado ou a falta de maquiagem, sabe?! Mas isso não significa que irei usar somente o avental do hospital né.

As peças que comprei para meu enxoval de maternidade foram essas:

VS1

VictoriasPJ

Escolhi pijamas que fossem arrumadinhos e ao mesmo tempo que facilitassem a amamentação. Tenho certeza que eles também serão úteis quando eu voltar para casa. Algo me diz que eles serão meu uniforme favorito para os próximos dias. Os modelos de pijamas com calça e camisa de botões são meus favoritos, principalmente os de seda! Tanto que comprei dois modelos iguais mas de cores diferentes. É o tipo de peça que você não precisa trocar imediatamente ao sair da cama. Você pode continuar usando em casa como uma homewear.

O outro pijama é um pouco mais simples, que prioriza principalmente o conforto. Ele é de malha e possui um detalhe em renda no busto. Eu adoro o busto no formato triangular e acho o formato ideal para amamentação. Quis um modelo de alcinha pois sou bem calorenta (e nunca senti tanto calor quanto na gravidez!! rsrs). Mas para não ser pega “desprevenida” já coloquei um robe preto na mala de maternidade para jogar por cima desse pijama, rs.

As três peças eu comprei na Victoria’s Secret.