Diversos

O que NÃO fazer ao atender um cliente

Moro em Brasília a pouco mais de dois anos. Eu adoro a cidade!! Mas uma coisa que sempre me impressionou foi o péssimo atendimento dos vendedores. Com o tempo, aprendi a relevar e não me incomodar com isso. Claro que todo lugar tem as suas exceções… Mas elas são bem raras!

Hoje fui dar uma volta no Brasília Shopping com a minha mãe. Ao entrarmos na Arezzo, uma das vendedoras resolveu colocar em prática todos os erros possíveis em um atendimento. Então aqui vão algumas dicas:

  1. Se uma vendedora atender uma cliente na sua vez, não fique discutindo com ela na frente da cliente.
  2. Se não tem a numeração desejada, não empurre – literalmente – outro modelo para a cliente.
  3. Não fique batendo as unhas compulsivamente na caixa do sapato enquanto a cliente decide qual sapato irá levar.
  4. Se a filha da cliente diz que não gosta de tal sapato, não responda: “Tá louca?! Ele está super na moda!”
  5. Se mesmo com esse atendimento questionável a cliente decidir continuar a compra e não tem mais ninguém para ser atendido na loja, acompanhe ela até a saída. Não a deixe sozinha no caixa, esperando a sacola, enquanto você decide colocar a fofoca em dia com outra vendedora.
Comente pelo Facebook
Escreva seu comentário
* Preenchimento obrigatório. Seu email não será divulgado.
Quer que sua foto apareça no comentário? Clique aqui

11 comentários
  1. Ciça • 31/10/10 • 20h53

    “Tá louca?! Ele está super na moda!”
    hahahaha, morri de rir imaginado a cena!!!!
    Realmente, atendimento em Brasília é osso duro de roer. Hoje fui almoçar num restaurante no Lago Sul. Tava cheio, gente esperando, ninguém recebendo os clientes e organizando a fila. Isso só para ficar nos três primeiros minutos… Mas no hortifruti OBA, me sinto em outro planeta! Quando eu tiver um negócio qquer vou treinar lá meus funcionários.
    Bjo!

  2. Carol-Alfinetes de Morango • 31/10/10 • 23h46

    E quando as vendedoras discutem na sua frente?
    bj
    http://www.alfinetesdemorango.com/

  3. Liduh • 01/11/10 • 04h15

    Oi Kellen!
    Uma pena que existam tantos vendedores assim, como vc descreveu;)
    Beijos!

  4. Ezio Freire • 01/11/10 • 11h34

    Kellen, vai me dizer que apesar dessa epopéia vc comprou e deixou essa incompetente na tpm ganhar a comissão?! Acredito que as pessoas só fazem com a gente o que permitimos que façam; portanto, acho que sua campanha deveria ser em Não Aceitar esse tratamento e não comprar pois, se continuam comprando, essas vendedoras infelizes continuarão em seus confortaveis empregos… O consumidor manda e não o contrário.
    Abraços

  5. Kellen Turci • 01/11/10 • 12h11

    Eu concordo PLENAMENTE contigo Ezio.
    Eu não comparia, como já deixei de comprar algumas vezes…
    No caso, quem efetuou a compra foi minha mãe. Inclusive sugeri procurarmos em outro shopping.
    Mas ela estava de visita (aqui em BSB) e ficou com receio de não encontar mais o sapato que ela gostou.
    Acho que você tem toda razão. Esse tipo de comportamento é péssimo!

  6. Kézia Carneiro • 01/11/10 • 14h20

    Gente!!! Que absurdo!!!
    Estas vendedoras deveriam perder o emprego!!
    Como eu conheço a sua mãe, penso que ela não se importou. rsrs
    Mas eu fico revoltadíssima!!
    Abaixo a compra com más-atendentes! Concordo com o Ezio.
    Beijo grande

  7. Kellen Turci • 01/11/10 • 15h16

    Kézia, ela nem ligou, acredita? rsrs
    Eu também fiquei (e fico) revoltada com isso.
    Não compro mesmo!
    Beijos

  8. Aline • 01/11/10 • 18h36

    Kellen, queria que todas as vendedoras lessem o post!!! Ótimo mesmo! Também não tenho muita paciencia com essas vendedoras, dá uma vontade de dar uma “patadinha”, mas eu me controlo!Concordo plenamente com o Ezio!
    Beijos.

  9. Michel Toronaga • 02/11/10 • 20h06

    Hahaha! Não sei se da vontade de rir ou de chorar com um atendimento desse, hein?

  10. Lucineide • 25/10/11 • 20h02

    Olá, Kellen, concordo com vc, mas esse atendimento não é só ai em Brasilia, existem muitas vendedoras desse tipo em vários lugares ou cidades, aki pra nós no nordeste não é tanto, mas tb exite, mas, os culpados são os patrões q contratam qualque pessoa sem o minino de qualificação e não se enteressam em fazer um aperfeiçoamento com seus empregados. Se vc quer ter um retorno positivo, tem q aprimorar seus empregados. Se assim elas continuam atendendo mal aos cliente então é rua. Bjs.

  11. Kellen Turci • 26/10/11 • 09h56

    É verdade Lucineide!
    Os patrões tem que ficar de olho!
    Beijos