Estilo

Lingerie Inspired: Drosófila

A moda mineria vem ganhando espaço cada vez mais. E eu, mineirinha legítima de Belo Horizonte, fico toda orgulhosa quando vejo as marcas da minha terrinha se destacando no mundo fashion. Uma dessas marcas é a Drosófila, que conquistou as passarelas do Fashion Business no Rio e os editoriais das principais revistas de moda.

A coleção da Drosófila é marcada por peças com inspiração em lingeries. Com aplicações em renda ou sobreposições de tules, os vestidos delicados têm um quê de camisolinha antiga. Modelos curtinhos de seda e chiffon vieram em tons apagados pelo tempo, como que saídos de gavetas esquecidas num antigo Boudoir.

Use no inverno com um cardigan por cima. Use ainda mais no verão, desfilando com muito charme um look bem fresquinho.

Estilo

Boudoir

O termo francês Boudoir, na tradução literal, significa “Vestiário das Senhoras”. Ele  faz referência ao quarto íntimo de uma mulher, aonde elas se banhavam e trocavam de roupa nos séculos passados.

Na moda, isso se explica pelo estilo de mostrar, fora desse ambiente, as peças usadas exclusivamente neles, ou seja, a underwear. Essa tendência de usar a lingerie como outwear já foi vista diversas vezes aqui no blog. Nada mais é do que usar peça que remetam à ingerie. Pode ser uma meia 7/8, um corselet, ou até mesmo tecidos transparentes e fluidos.

As rendas marcam peças com inspiração Boudoir. Elas podem aparecer em peças inteiras ou em recortes, como nesse vestido da Ana Salazar. Na coleção da Rosa Chá, as peças beachwear com estilo Boudoir ganham o cenário urbano. Aplicações de renda, tule, transparência e modelagem lingerie inspired marcam presença na passarela do estilista Valentino. Fugindo do preto, a tendência Boudoir é presente também nos tons claros, como o vestido levinho da Cavalera.

.

Estilo

Cinta-liga

No post anterior, vimos sobre a moda da Meia cinta-liga. Bastou Lily Allen desfilar com seu modelo por aí, para ser copiada – inclusive – por outras celebridades, como Paris Hilton e Mischa Barton. Particularmente, acho que é o tipo de moda que só fica legal em editoriais fashion, em algum show (como na apresentação da própria Lily) ou se você for a Betty Boop.

A Cinta-liga carrega uma certa sutileza no seu uso, sem contar que mexe com fantasias e fetiches. Desta forma, acho que o interessante é esconder a peça e realmente só mostra-la na hora certa. A cinta-liga é sensual por si só, usa-la a mostra em produções pode ficar um tanto vulgar.

Charlotte Gainsbourg na Vogue Paris.
Charlotte Gainsbourg (atriz, cantora e minha musa fashion) apareceu em um editorial inspirador na Vogue Paris, onde ela brinca de esconde/mostra a cinta-liga. E vocês, também acham que a cinta-liga tem que ficar debaixo dos panos? Estou curiosa para saber sua opinião!
.