Lingerie

Pedro Lourenço na La Perla

A grife italiana La Perla é conhecida mundialmente pelas suas lingeries de luxo! Eu sou encantada pelas peças, que sem dúvida estão no topo da minha lista de desejos. A grande novidade é que um brasileiro assumiu o posto de diretor criativo da marca. Quem? Ninguém menos que o prodígio Pedro Lourenço.

La Perla

Eu já admirava o Pedro desde sua estreia como estilista. Independente de ser filho dos talentosos Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho, ele mostrou ter uma identidade visual bem definida e um forte tino comercial. Suas criações também tem uma pegada sensual bem elegante, então acho que a escolha da grife foi bem positiva! Estou mega curiosa para ver como será as lingeries by Pedro! Mas teremos que esperar até outubro para conferir a primeira coleção assinada pelo brasileiro.

Pedro Lourenço

Pedro Lourenço com algumas de suas criações e parcerias de sucessos

O jovem estilista já fez algumas parcerias de sucesso. Quem lembra da camisa feminina da seleção Brasileira que ele desenhou para a Nike nessa última copa do mundo? A camisa, com um decote V profundo, esgotou antes mesmo de chegar as lojas. Pedro também criou uma coleção de maquiagens em parceria com a MAC que foi um verdadeiro sucesso! Não tenho dúvidas que esse sucesso irá se repetir na La Perla.

Lingerie

A Alta-Costura da La Perla

Já tem um tempo que a lingerie ganhou status de outwear. Há várias estações ela aparece em algum desfile de moda, seja com algum detalhe da lingerie à mostra ou até mesmo como inspiração para uma coleção de roupas. Quem se lembra do desfile da Louis Vuitton que mostrei aqui, com vestidos que mais pareciam camisolas?!

Mas agora o caminho foi o inverso: Uma grife de lingerie se lançou no universo da moda de Alta-Costura. E não foi uma grife qualquer… Foi a grife italiana La Perla, uma das marcas mais luxuosas de lingerie!

la perla atelier

Rendas e transparência marcam presença nas peças, num jogo de camadas que escondem e revelam. Materiais como tule e seda, recorrentes nas coleções de lingerie, aparecem combinados com linho e algodão. Na cartela de cores da La Perla Atelier estão o preto, branco, nude, cinza, azul claro e o vermelho.

La Perla Atelier 1

As rendas seguem um padrão do início de 1900, criado por um mestre rendeiro de Calais. O antigo tear de Calais é o único capaz de produzir a complexidade desta renda sem comprometer a qualidade da peça.

La Perla Atelier 2

Quase todas as peças tem algum trabalho feito a mão, seja um bordado com cristais, uma aplicação em renda ou um drapeado.  Esse efeito, inclusive, é o meu favorito. Amei o mix do preto & branco nas pequenas e sutis pregas das peças da primeira foto.

La Perla 3

A coleção foi assinada por Emiliano Rinaldi e marca a nova fase da grife. A La Perla foi comprada há um ano e meio pelo empresário Silvio Scaglia e partiu dele a ideia de criar a linha Atelier. O objetivo principal é levantar a marca e  impulsionar o mercado de luxo.E nada mais luxuoso que o conceito made to measure, ou feito sob medida, que é ajustar as peças de acordo com o corpo ou exigências da cliente.

Lingerie

La Perla no NYFW 2013

As semanas de moda internacionais são sempre marcadas por desfiles de roupas exuberantes. Claro que no New York Fashion Weak não poderia ser diferente… Só que nessa edição, o desfile que mais surpreendeu (e arrancou suspiros da plateia) foi o desfile de uma grife de roupa de baixo! Mas não é uma grife qualquer, claro. Eu me refiro a grife de lingerie de luxo La Perla, que apresentou a sua nova coleção na primeira semana de fevereiro, no NYFW 2013.

A coleção é inspirada na Espanha e no seu caliente ritmo latino. A principal inspiração para coleção de outono 2013 foi o filme Manolete que conta a história de um dos toureiros mais famosos do mundo, tanto como um amante e como lutador. As peças trazem um mix de tradicional com contemporâneo. Outra elemento que também serviu de inspiração foi a mantiglia (aqueles xales de renda usados pelas mulheres espanholas para cobrir os ombros) o preto e a renda foram usados em toda a coleção,  para criar um ar de mistério e sedução.

A grife também apresentou uma coleção Black Label inspirada no lado exótico da arte. As inspirações vieram de artistas como Salvador Dalí e Miró. É uma combinação do sexy com uma pitada de surrealismo.